terça-feira, 31 de janeiro de 2012

JORGE CLONE CANDIDATO AO OSCAR? SÉRIO? PELO AMOR DOS MEUS FILHINHOS...

<Por Seu Correa, com pitacos de Guto Olivares>
Novo filme de Jorge Clone concorre ao Oscar 2012. Bomba à vista?
[Foto: Não creditada]
Li no NOTICILÁRIO ® que Jorge Clone foi indicado a melhor ator no Oscar 2012. Na última sexta fui conferir o filme que lhe concedeu este digníssimo atributo - mais um cujo título não remete ao tema principal - e que conta a história de um pai ausente em um casamento em crise e que passa a cuidar da mulher em coma devido a uma queda no esqui aquático (sem o maridão, talvez com o backup ou, perdoem-me, um clone). Isso tudo na paradisíaco Ah! Vá! Ih! ou Hawaii, como queiram, e ocorrendo, como pano de fundo, aos pés de uma disputa familiar para a venda de alguns acres virgens em uma das ilhas (e eu que pensava que aquilo lá era só um monte de terra cercado de praias sinistras, como diria meu filho).

O Jorge Clone em cena me lembra o Charles Bronco naqueles filmes onde ele matava quase todo mundo. Clone repete a mesma expressão em diversas cenas, e dá a impressão que se esmagarem o dedão dele com uma marreta o máximo que conseguirão será um "Hã!". Mas tudo bem, digamos que ele faz um bom papel de (*) com direito até a algumas lágrimas, e o filme vale pela boa história, pelas locações e por algumas curiosidades, e por não ter sido mais um documentário de surfe. Surpresa será mesmo se ele ganhar o prêmio de melhor ator, quer dizer, se ele ganhar terei que imaginar que o desempenho dos outros concorrentes foi à la Chingano Hygor.

Em tempo, achei no Gú-gol o nome de todos indicados ao Oscar. O incrível é perceber que até o próprio filme "Os Descendentes", alvo desta crítica, foi indicado. Fico me perguntando: como é que uma película despretensiosa, uma sessão da tarde situada entre a comédia e o drama, consegue concorrer a melhor filme? Jorge Clone deve estar mandando muito lá em Wall&Wood, só pode ser. Pior que essa indicação foi constatar que "A Árvore da Vida", uma descarada propaganda religiosa disfarçada de filme, também concorre, o que me faz crer que a esta altura o Fenando Ferelles deve estar bastante possesso... 

Espero que para o bem da franquia "Onze, Doze, Treze e Quatorze Homens e uma pancada de Segredos " o Clone perca, mas, se por Murphy, ele vier a ser o dono da estatueta, a Íris de Olibeira, cortejada pelo seu ex-pseudo-ex-pretendente, vai ganhar mais um enfeite para a sua estante de compensado comprada na Móveis Cabum da Terra Encantada!

Para terminar, no fim de fevereiro teremos uma oportunidade rara e única para talvez assistir as batucadas e o sambinha do Baiano perder para a turma do falante Sapo Cako tocando piano.

(*) - assista ao filme e escreva aqui o seu adjetivo.

________________________
Seu Correa é crítico diletante-substituto de teatro e cinema (possui cadeira cativa no São Luiz do Largo do Machado, mas o gerente não sabe disso), e costuma ser sôfrego e ácido com os filmes do Woody Mallen (que finalmente resolveu fazer cinema para o público a partir de "Match Point", em 2005, após um longo estágio na terra da Sum Ih!). Seu Correa também é sócio do Fluminense Futebol Clube, único no Rio  de Janeiro onde ele consegue pagar a mensalidade quase em dia. Barbra, Hélio Adora foi sua melhor aluna.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

SEGUIDORES DO GOOGLE+

SEGUIDORES DO NOTICILÁRIO NO BLOGGER (CLIQUE AQUI, SIGA A GENTE E AJUDE A VIABILIZAR ESSE BLOG!)